01 outubro, 2014

Quarta...

Este é o último post textual antes da eleição, amanhã tem tirinha e sexta receita, desta forma quero deixar claro que sou favorável à alternância de poder, ao fim da reeleição e ao mandato de cinco anos.
Assim sugeriam novas lideranças, pois os eleitos teriam que “fabricar” seu provável sucessor, sem precisar empurrá-lo para outro partido, como vemos hoje, inclusive disputando a eleição contra o criador.
Nesta eleição vote na mudança, isto significa verificar quem não está ligado ao poder atual ou é oriundo dele, são vários, disfarçados de oposição.
Pense bem, é o futuro do país, não vote por votar ou por “modinha” e acredite, podemos sim mudar o país, basta querer.
Como dizia o grande “Odorico Paraguaçu”: “deixemos de lado os entretantos e vamos partir pros finalmentes.”
Já fiz minha opção;


  

Venha junto, vamos endireitar o Brasil.

30 setembro, 2014

Terça...

A dissonância entre o governo federal e os governos municipais no quesito mobilidade urbana é enorme, enquanto algumas cidades, como a que vivo, demonizam o automóvel, o governo federal facilita e incentiva a compra do mesmo.
As cidades alegam, com razão, que o excesso de veículos automotores complica o trânsito, porém, em contrapartida, principalmente as na faixa de 500 mil habitantes, não investem em infraestrutura e em meios modernos de transporte público, criando soluções mirabolantes, como binários e “trinários” (este só existe aqui), ou tomando resoluções que beneficiam cerca de 4% da população em detrimento aos 96% restantes, tudo em nome de uma falsa mobilidade.
Um dos motivos é a falta de apoio financeiro dos governos estadual e federal, que aliado à falta de planejamento cria o caos viário.
Portanto esta é uma equação de resolução complexa que impacta direto na vida do contribuinte, que paga impostos e mais impostos e não vê o menor retorno deste dinheiro, de certa forma, vilmente usurpado, mas esta é outra história, que talvez um dia se resolva com a (utópica?) reforma tributária.

Mas estamos falando de mobilidade urbana cujos princípios são primordiais e corretos para a segurança dos cidadãos nos deslocamentos, independente o modal escolhido, porém demandam grandes investimentos para serem aplicados, que, ao menos até o momento, não estão disponíveis, o resto é prosopopeia para acalentar bovinos.

29 setembro, 2014

Segunda...

Estamos vivendo um período eleitoral em Lisrab e isto tem proporcionado debates, algumas vezes exacerbados, pelas redes sociais, o que demonstra o despreparo, a paixão cega e a falta de educação de muitos “debatedores”.
Todo isso ocasionado por uma razão simples, não respeitar a opinião dos outros, princípio básico da boa convivência.
Saber ouvir é essencial, elaborar o que se ouviu mais ainda, em alguns casos, antes de replicar, é conveniente verificar a veracidade das informações, muitas vezes nos leva a mudar de ideia.
Claro que um debate pode ser acalorado, inflamado, mas sempre mantendo postura e educação, algo difícil de fazer, demanda muito treinamento, porém pode ser alcançado, é só desejar.
Escrevo isso baseado na defesa cega que tenho visto por candidato A ou B, pouco importando seu passado, seu presente e seu projeto, algo que não cabe mais no século XXI.
Que bom que isso só acontece aqui, em nosso mundo virtual.

Assim caminha a mediocridade...

26 setembro, 2014

Sexta...

A receita de hoje é bem versátil, aceita vários acompanhamentos, de arroz a purê de batatas.

Costelinha de porco com tomate picante
Ingredientes:
1,2 Kg de costelinha de porco
½ xícara (chá) de vinho branco
1 colher de sopa de mostarda amarela
2 dentes de alho amassados
Sal e pimenta a gosto
8 tomates cortados ao meio sem sementes
1 colher de sobremesa de orégano
1 colher de chá de páprica picante
4 colheres de sopa de azeite
Folhas de manjericão
Preparo:
Tempere as costelinhas com o vinho, a mostarda, o alho, o sal e a pimenta, deixe descansar por meia hora.
Coloque em um refratário untado com uma colher de azeite, cubra com papel alumínio e asse no forno pré-aquecido a 220ºC durante 50 minutos.
Retire o papel e no mesmo refratário, acomode os tomates, virados para baixo, temperados com o sal, o orégano, a páprica e o azeite restante.
Asse até começar a dourar e soltar a pele.
Desligue o forno e espalhe as folhas de manjericão.
Sirva em seguida.
Sugiro arroz branco, salada verde e farofa para acompanhar, sem esquecer o vinho que sobrou, logicamente.


Bom final de semana.

24 setembro, 2014

Quarta...

Bem que a gestão temerária (art. 4º, parágrafo único da Lei nº 7.492/86) poderia ser estendida para as administrações públicas, de federal a municipal, o que iria ter de administrador preso por malversação do dinheiro público, ia faltar cadeia.
É só verificar o que existe de obra inacabada, inútil, ilegal que já justifica a afirmação.
Por exemplo, como fizeram na cidade onde moro, asfaltaram o calçamento de uma estação ferroviária tombada pelo patrimônio nacional, dinheiro jogado no lixo, pois terão que “desasfaltar”, devolver o piso original.
Como este, existe inúmeros exemplos pelo país, fica tudo por isso mesmo, nada é feito, ninguém é responsabilizado ou punido.
Outra lei que deveria ser aplicada é a da propaganda enganosa (artigo 37 do Código de Defesa do Consumidor), nem me refiro ao período de campanha eleitoral, o das promessas utópicas, mas as propagandas dos governos sobre suas obras, sobre seus dados estatísticos, mais utópicos que as promessas de campanha.
Se ao menos a lei eleitoral (Lei nº 9.504/97) fosse cumprida já seria um grande avanço.

Porém, pelo o que nos parece, somos o país das melhores leis que não saem do papel, infelizmente, ou não?

23 setembro, 2014

Terça...

Por mais que eu tente, não consigo entender a cegueira ideológica de algumas pessoas, muitas delas inteligentes, ao menos aparentemente, defendem o seu ídolo, só posso chamar assim, mesmo que tudo prove sua incompetência e/ou desonestidade.
Afirmam que é tudo invenção, que nada é real, intriga nossa.
Muitos deles nem conhecem pessoalmente o candidato, apenas seguem o dogma do tal partido, que pensa estar acima das leis.
Escândalos, desvios de verbas, apropriações indébitas se sucedem, a justiça protela, o eleitor é iludido com mentiras e promessas utópicas e fica tudo por isso mesmo.
Os iludidos se vangloriam da impunidade, como se roubar fosse sinônimo de boa administração, não estou falando da massa de manobra dos R$ 77,00 por mês, estes nem sabem ao certo o que fazem, são os que acreditam nas tais promessas.
A nova defesa empreendida por esta turma do amendoim é a do “ela não sabia de nada”, apesar de ter indicado o diretor da “PTbras”, dos panfletos distribuídos pelos Correios, etc., só para citar os mais recentes.
Embora a atuação da oposição seja pífia, no próximo dia 05 temos o dever de começar a livrar o Brasil deste martírio, tirar do poder é o primeiro passo.
Desaparelhar os três poderes é o próximo, para ai sim, dar a esta “trupe” que tomou de assalto o Brasil o que eles realmente merecem.
Neste primeiro turno escolha um candidato que não tenha ou tenha tido ligação que este “governo”, no segundo, se eles ainda estiverem por lá, quem quer que seja o “adversário”. Simples assim.

Vou de Aécio 45.

22 setembro, 2014

Segunda...

Hoje é dia mundial sem carro e claro que Elliv Nioj não poderia ficar fora dessa, como vivemos em um mundo virtual, suas ciclovias são perfeitas, seguras, suas calçadas também, inclusive arborizadas, proporcionando conforto ao caminhar em um dia ensolarado, caso venhas de bicicleta, deixe-a em um dos diversos bicicletários instalados na cidade.
Terás ainda as várias opções de transporte público, todas rápidas, baratas e confortáveis, quem está na área norte, assim como na oeste da cidade pode vir de VLP, quem estiver na leste ou na sul de VLT, têm ainda a opção dos ônibus elétricos urbanos, os seja, motivos não faltam para deixares o carro em casa.
Sabemos que muitos em muitos feudos o transporte urbano não é assim e nos solidarizamos, porém não aconselhamos que se comparem a nós, cobre de seus alcaides as tuas necessidades, pois ninguém conhece mais a teu feudo que vós.
Espere; que barulho é este?
Ah! É o despertador...
Era um sonho, pena, estava bom de mais, voltemos a realidade do transporte urbano caro, ineficiente e ineficaz, com ônibus do milênio passado.

Assim caminha a mediocridade...

19 setembro, 2014

Sexta...

Hoje temos camarão, damasco e açafrão, experimente, funcionam.

Camarão com Damasco e Açafrão
Ingredientes:
700 g de camarão rosa limpo
4 colheres de sopa de azeite extra virgem
Sal e pimenta do reino
2 colheres de sopa de manteiga sem sal
½ xícara de cebola picada em cubos pequenos
2 colheres de sopa de farinha de trigo
250 ml de camarão ou de peixe
250 ml de creme de leite fresco
1 colher de café de açafrão em pó
1 xícara de damasco seco, cortado em cubos médios
Preparo:
Tempere o camarão com sal e pimenta.
Aqueça bem uma panela.
Coloque um pouco de azeite na frigideira e grelhe os camarões, poucos por vez, até ficarem bem dourados. Reserve.
Na mesma frigideira, adicione a manteiga e refogue a cebola até murchar.
Junte a farinha e misture bem.
Acrescente o caldo e o creme de leite aos poucos, mexendo sempre para não empelotar.
Finalize adicionando o açafrão e o damasco.
Cozinhe por 5 minutos em fogo baixo e adicione o camarão. Cozinhe por mais 3 minutos.
Corrija o sal e a pimenta.

Sirva imediatamente.

Bom final de semana.